terça-feira, 5 de agosto de 2014

FAZ 1 ANO

Hoje  faz  1 ano que minha segunda mãe, a NAHIR, partiu para outra dimensão...Um ano de saudade, mas que já não é dolorosa, pois  foi se transformando aos poucos, em doce e amorosa.
Esta mãe, que teve a coragem de casar com meu  pai, viúvo de Hedwiges Psiuk Rauber, de assumir  4 filhos pequenos deles, eu sendo a mais velha, com apenas 10 anos, foi uma guerreira. GUERREIRA ,com todas as letras maiúsculas, pois  nos amou desde  que nos conheceu, e nos  cuidou com esmero e dedicação.
Uma vez, quando eu,  já mais experiente , em nossas conversas de mãe e filha, a ouvi dizer :"_ eu  não podia  falhar "...fiquei a imaginar como ela deve ter  tido momentos de  ansiedade, conflitos  entre o  modo de educar ,  valores que ela aprendeu com  seus  pais italianos, e nós  com nossa mãe Hedi, de origem alemã...
Aprendi  então a  admirar  cada dia mais,esta dedicada  pessoa, que amou e criou os seus  2 filhos  e ainda mais  nós 4 , sem nos diferenciar ou desamar.
Agradeço  a Deus  também, pela oportunidade de ter  tido  duas   maravilhosas mulheres  a desempenharem o papel de mãe , nos moldarem em  valores também para sermos hoje quem somos, meus irmãos e eu. 
Minha  homenagem à ti mãe querida, que vive  em meu coração e é lembrada com o maior carinho. 

15 comentários:

  1. Que linda homenagem e realmente ela foi uma guerreira por assumir tudo e dar conta do recado assim! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Chica, ela deu conta de tudo...E só temos a agradecer e lembrar com carinho e saudade.
      Obrigada por me confortar dessa forma.
      beijão.

      Excluir
  2. Vê-la falar com tanto carinho da tua 2ª mãe me emociona. Perdi a minha há três anos (15.08) e é realmente assim. A dor vai se aquietando e a doce saudades vai tomando conta do nosso coração. Só quero lembrar dos momentos de sabedoria, de afeto, daquela forte mulher. É só agradecer a Deus pelas mães que tivemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo Sonia, a gente vai deixando a dor passar, lembrando das coisas boas que pudemos conviver, da sabedoria dos mais velhos, do afeto demsontrado...Minhas mães, Hedi e Nahir foram grandes mulheres com certeza! Feliz de mim.

      Excluir
  3. DINDA LIA!!! LINDA HOMENAGEM À TIA NAHIR....SAUDADES DAQUELE SORRISO, SEMPRE RECEPTIVA COM AQUELE CARINHO....NÓS ÍAMOS PARA A CIDADE E SEMPRE TÍNHAMOS QUE DAR UM ALÔ PARA ESSA TIA QUERIDA. SAUDADES....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida , realmente ela era especial. sorrisão aberto, alegria no olhar e carinho para tratar todos. Vocês sempre foram bem recebidos e ela ficava feliz com as visitas. Hoje bateu a saudade...

      Excluir
  4. Oi, Lia...são os laços do amor que unem as pessoas e vocês tiveram a felicidade de vivenciar em família as almas unidas pela fraternidade amorosa.Linda homenagem de uma cara lembrança!
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Gua, ela nos cativou com seu amor.
      Abraço querida e obrigada por vir aqui.

      Excluir
  5. Belíssima homenagem, Lia
    Tenha uma abençoada semana, querida
    Um forte abraço e beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida, que bom te ver aqui. Abraço

      Excluir
  6. Oi, Lia!
    È verdade que a dor da saudade das pessoas queridas, transforma-se em agradável e doce lembrança.
    Seu post prova esse fato.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  7. Emocionante minha amiga.
    Pessoas entram em nossas vida e faz uma festa e quando partem vem a solidão, mas logo uma lembrança gostosa de ter tido este tesouro.
    Carinhoso abraço e bela semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Toninho, realmente ela foi um tesouro e sentimos sua falta por ter sido tão valiosa. Obrigada da visita.
      Abraço

      Excluir
  8. Que mãe maravilhosa, Lia!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Que lindo sua declaração de amor.

    ResponderExcluir